114-O CAMINHO DA PERDIÇÃO

O CAMINHO DA PERDIÇÃO
A Rádio JovemPan desenvolve uma campanha "Pela Vida contra as Drogas" com a eficiência da jornalista Izilda Alves. A radialista apresenta palestrantes que discorrem sobre as drogas e o testemunho de drogados ou ex-drogados que confessam sua desdita aos auditórios de escolas.
Eis uma elogiável obra social que tem muita importância na luta contra esse flagelo da sociedade que é a adicção às drogas.
Há muitos anos foi exibido nos cinemas do Brasil um filme intitulado "O Farrapo Humana" onde se vê toda a trajetória de degeneração moral e física do homem que se vicia no álcool.
Tudo começa com a aparente inocência das baladas das sextas-feiras para, insidiosamente, se tornar num gigante opressor que domina sua presa com as garras da maconha, do álcool, da cocaina e do "crack".
Uma vez subjugado pelo vício o jovem tudo faz para escapar porém tudo termina por se entregar a uma vida de progressiva deterioração moral.
O viciado não deve ser chamado de cachaceiro, maconheiro ou outra expressão deprimente mas sim dependente químico.
Instala-se no indivíduo uma força maior que sua vontade: ele está sob o comando de uma grave doença chamada dependência química.
Desse buraco poucos conseguem sair mas aqueles que se libertam nos apontam com a afirmação de que sempre existe uma esperança.
Wilson Ayres Côrtes
CRM-SP 7629
Voltar