83-Os Opostos se Repelem
Fala-se muito que os opostos se atraem; porém, isto é verdadeiro  em se tratando de física e química. No relacionamento humano, os opostos podem ter uma recíproca imantação no início da relação. Entretanto, já num curto prazo, se percebe a incompatibilidade. Constata-se, na prática, que o ideal é a relação baseada na simetria em que as características de cada um dos elementos são iguais tanto vistas na estática como nas trocas dinâmicas; quer dizer: cada um dos partícipes da relação tem qualidades comuns e exercita igualmente essas qualidades comuns de modo igual no curso do comportamento relacional. Imagine um par de opostos decidindo a questão do lazer: êle não gosta de cinema e vai ao futebol; ela não gosta de futebol e vai ao cinema. Êste  fato, generalizado a tantas outras circunstâncias da vida do casal, levaria a dupla a uma insuperável solidão. A solidão, neste caso, seria a negativa da pretendida união.

Voltar