70-REFLEXÃO
REFLEXÃO A confusão social reinante não está permitindo às pessoas uma avaliação razoável dos motivos da vida. Dorme-se mal, faz-se refeição ligeira, labuta-se de modo sôfrego para garantir a subsistência. A batalha diária, na base de desenfreada correria, retira do indivíduo, qualquer possibilidade de parar diante de si mesmo e refletir sobre seus objetivos a cumprir,quais são, como fazer para obter as respostas favoráveis e até mesmo saborear os refrigérios das vitórias parciais. Como se fala por aí, é coisa de louco, senhor! Vamos parar um pouco. Dê um breque na sua excitação, tranque esse alvoroço no quarto escuro e volte sua mente e seu corpo para a seara da reflexão, projete seu todo para dentro de si mesmo e faça as indagações ao seu próprio espírito: que pretendo? como estou conseguindo levar avante meus propósitos? quais as correções de rumo necessárias? Enfim e afinal, qual a validez do meu objetivo? Uma vez realizada essa reflexão, essa meditação, esse volver-se sobre si próprio, procure repetí-lo com muita frequência, questionando-se por alguns momentos e adquirindo o salutar hábito da auto-consciência ativa. O prêmio por mais este esforço de sua parte vai ser a constatação de que você pode dar mais luz aos seus passos, de que você consegue manter vivo na sua mente, o protocolo de seus projetos e de suas aquisições com melhor controle sobre si mesmo, o que é condição essencial para quem pretende ser o timoneiro da própria vida. Wilson Ayres Côrtes médico psiquiatra CRM - SP 7629
Voltar