60-AUTO-HEMOTERAPIA
AUTO-HEMOTERAPIA A auto-hemoterapia é um inaceitável processo de tratamento que reaparece no cenário noticioso com frequência. A Medicina oficial não acolhe a modalidade porque o método não consegue resistir aos experimentos de estudo clínico em laboratório com animais de experiência. O Dicionário Larousse Cultural refere-se ao termo placebo como sendo uma substância inofensiva e inativa usada no lugar de um medicamento para verificar qual a participação psicológica do paciente no resultado de uma pesquisa. A ação psicológica influi de fato, a ponto de cápsulas de material inerte, neutro, sem poder curativo, aliviarem as dores de uma artrose; a isto se chama de "efeito placebo" e é essencialmente pessoal, subjetivo, dependente apenas daquela pessoa examinada e. poristo, não se enquadra como elemento objetivo aproveitável pela ciência para provar a efetividade de uma substância. No caso da auto-hemoterapia os estudos cientìficamente dirigidos não lograram provar rigorosamente a eficácia do sangue retirado da veia e injetado no músculo do mesmo sujeito. É verdade que muitas pessoas reagiram bem; nós já vimos o alívio de um quadro eczematoso e outro de bronquite asmática; o mesmo procedimento, entretanto, resultou de efeito nulo quando praticado em vários outros casos semelhantes, revelando que o que ocorre em situações isoladas de pretensa cura não passa de simples "efeito placebo", sem validade clínica para aplicação habitual. Wilson Ayres Côrtes médico psiquiatra CRM - SP 7629
Voltar