55-CURA PELA FÉ
CURA PELA FÉ A expressão "a fé remove montanhas" já não é apenas da esfera bíblica; há alguns anos a ciência vem estudando a influência real da fé sôbre o mundo material. No tocante ao nosso organismo, estudiosos do sistema nervoso central têm aplicado supertecnologia da neuroimagem na avaliação das consequências da crença religiosa sôbre áreas cerebrais específicas. Na continuidade desses estudos, temos observado que essas modificações que a fé produz sôbre o cérebro, levam à cura de diversos estados mórbidos. Em outros casos, apenas alguns sintomas e sinais desaparecem com a sustentação da crença aplicada à melhoria do corpo e do espírito. No Brasil, a Universidade de Braília (UnB) acaba de publicar trabalho a respeito de pesquisa levada a efeito pelo Dr. Carlos Edmundo Tosta, professor titular de Imunologia da Faculdade de Medicina daquela Universidade. A equipe brasiliense pesquisou por três anos (2000 a 2003), no Laboratório de Imunologia Celular e constatou concretamente que a oração feita por um indivíduo para ele mesmo ou de uma pessoa para outra pessoa funciona realmente. Por exemplo: um indivíduo que está com número baixo de células da série branca do sangue, se orar e pedir especìficamente a regularização do seu sangue, naturalmente o número de leucócitos (glóbulos brancos) aumenta; isto acontece exatamente na medida da fé que a pessoa tem na oração que está rezando. Os resultados da materialidade dos efeitos benéficos da oração, da reza e dos benzimentos foram oficialmente proclamados na 55a. Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) em Recife, PE, em julho de 2003 e no Encontro Gaúcho da Espiritualidade e Qualidade de Vida da PUC-RS, realizado em outubro do mesmo ano. Conclui-se que as antigas benzedeiras que rezavam seus pacientes influiam deveras através de uma força de pensamento que agia efetivamente; os óleos e as folhinhas de arruda e alecrim apenas davam ao ato um toque de sofisticação; na verdade, a energia que curava era o pensamento carregado de fé por parte da curandeira potencializado pelo pensamento cheio de fé da pessoa que estava doente. Portanto, rezar faz bem à saúde. Wilson Ayres Côrtes médico psiquiatra CRM-SP 7629
Voltar