52-A MARAVILHA DO MUNDO
A MARAVILHA DO MUNDO Há mais de dois mil anos resplandece nos céus do mundo uma filosofia vitoriosa trazida à terra por Jesus, o Ungido. A base dessa filosofia é o amor que é melhor traduzido na prática da caridade; com a simplicidade das crianças e a sabedoria dos anciãos, o Cristo fez que suas idéias varassem verticalmente o tempo e atingissem horizontalmente todos os povos. A universalidade do cristianismo vem amenizando a dor de cristãos e não-cristãos em todas as áreas do nosso planeta e isto é atestado de modo patente no recente escrutínio realizado para a escolha das novas sete maravilhas do mundo. A tábua de resultados ficou desse jeito, pela ordem, do primeiro ao sétimo: 1 - A Grande Muralha, China; 2 - As Ruinas de Petra, Jordânia; 3 - O Cristo Redentor, Brasil; 4 - Machu Picchu, Peru; 5 - As Ruinas Maias de Chichen Itza, México; 6 - Coliseu de Roma, Itália; 7 - Palácio de Taj Mahal, Índia. O Cristo Redentor está no topo do morro do Corcovado, a 700 metros acima do nível do mar, onde foi colocado em 12 de outubro de l931. O projeto, o desenvolvimento e a realização foram fruto do trabalho do engenheiro Heitor da Silva Costa, do artista plástico Carlos Oswald e do escultor francês Paul Landowski. Em dezembro de 1956, no Rio de Janeiro, pude perceber, com muita nitidez, um particular sentimento de transporte, com transbordamento de enlevação e alegria no coração; diante do monumento do Cristo Redentor, somos tocados por uma inefável sensação de sublimidade, de paz e de fartura espiritual. Constata-se alí, naquela altura, bem perto do ceu, a presença de Deus. É com muita razão que todo mundo votou colocando o Cristo de mais de dois mil anos entre as novas sete maravilhas do mundo. Wilson Ayres Côrtes médico psiquiatra CRM-SP 7629
Voltar